domingo, novembro 20, 2005

O Equilíbrio Ecológico



Aumento da variabilidade genética e consequentemente da biodiversidade.
O equilíbrio ecológico depende do intercâmbio – flor versus abelha a tal ponto que se estes insectos se extinguissem o nosso planeta tornar-se-ia irreconhecível. O manto vegetal entomófilo desapareceria e o planeta azul transformar-se-ia num deserto gigantesco.
Infelizmente a polinização é a faceta menos conhecida desta simbiose, em que são beneficiados os dois intervenientes – abelha e planta – assim como toda a humanidade e todo o equilíbrio ambiental.

9 comentários:

Fátima Silva disse...

Helena,
parabéns pelo teu blog.
Acho a temática que exploraste muito interessante e de certo nos vai fornecer muitos conhecimentos.
Uma questão que gostava de esclarecer era se as abelhas são atraíadas por determinadas flores ou por qualquer uma?

Muitos beijinhos e felicidades para o teu blog que nasce diferente e em força.

Desambientado disse...

A polonização é muito interessante, mas o que mais me prendeu a atenção neste post foi de que até as flores comuns das couves, podem ser bonitas. Tudo depende da perspectiva.

Helena Correia disse...

Obrigada Fátima. Já deixei um comentário no teu blog assim com a resposta à tua questão. Todavia, deixo-a aqui também para que todos fiquem esclarecidos. As abelhas quando visitam uma flor procuram néctar e pólen que são a base da sua alimentação. Todas as plantas que possuam estes dois componentes são potencialmente atractivas para elas.
No entanto, a cor amarela exerce de facto uma atracção forte sobre os insectos. Já viste alguma armadilha para escaravelhos? De que cor é?
Espero ter sido clara.

Helena Correia disse...

De facto as flores das crucíferas são excepcionalmente bonitas nem que seja para alguns insectos nomeadamente as abelhas e alguns abelhões solitários que as visitam de vez em quando. E são bonitas porque têm aquilo que é procurado: o néctar e o pólen. Algumas também são amarelas, como é o caso da fotografia, o que as torna mais atractivas. No entanto, segundo a sabedoria popular, as brancas é que perpetuam a espécie (?).

Cristina Mendonça disse...

Olá Helena!
Nem me passava pela cabeça (nem pelo pé, quando alguma se mete lá debaixo)a importância das abelhas para o equilibrio ecológico, e cresci rodeada de colmeias... Santa ignorância!
Já agora, a alimentação das abelhas (por exemplo flor de laranjeira) tem influências nas caracteristicas do mel? No que se refere especificamente à cor?
sempre ouvi dizer que a cor do mel

Cristina Mendonça disse...

Olha, a última frase não é nada. Esqueci-me de a apagar.

Helena Correia disse...

Olá Cristina
Em primeiro lugar obrigado pelo comentário.
A coloração depende de vários factores sendo um deles de facto a origem floral. Normalmente o mel obtido dos néctares da flor dos citrinos tem características muito peculiares nomeadamente no que concerne à cor, aroma e sabor. A côr é normalmente clara (estamos a falar de um mel monofloral) e o aroma e sabor são excepcionais mas difíceis de definir. Infelizmente aqui nos Açores dificilmente poderemos obter um mel monofloral de flor de laranjeira dada a pequena dimensão dos nossos pomares. As abelhas podem voar num raio de 4 a 6 Km.
Espero ter respondido à tua questão.

Cristina Mendonça disse...

Respondeste e muito bem! Obrigado moça!
Bom fim-de-semana!
(Diverte-te por nós duas aí...no Shopping...que saudade...)
Cris

flordanoite disse...

Olá eu gostaria de entender porque com aplicação de veneno para matar pugoes em laranjeiras a produção de laranja cai,e a produção das abelhas continua a mesma?
Obrigada.